Arquivo de ‘Desenvolvimento de Software’

Começando a desenvolver aplicativos para Android

Este post é o primeiro de uma série em que vou ensinar, passo a passo, como criar um aplicativo para a plataforma android.


Android é a plataforma do google para dispositivos móveis que equipa um grande número de telefones no mercado.

O que preciso para começar a desenvolver para android?

Uma idéia e força de vontade :). E claro, saber programar em Java. Você NÃO precisa de um hardware (telefone) para isso. A grande maioria dos testes pode ser feito no emulador!

Além disso, Android é uma plataforma de código aberto e o desenvolvimento de programas é amplamente incentivado pelo Google.

Por onde começar?

O primeiro passo é montar seu ambiente de desenvolvimento. Para isso, você precisará instalar o Android Studio, que é a IDE mantida pelo Google para o desenvolvimento de aplicações Android.

Para instalar o Android Studio, faça o download em https://developer.android.com/studio e siga as instruções, que são bastante amigáveis. Caso haja dúvidas ou problemas …

EMSL

Como prometido, segue a apresentação que fiz no Encontro Mineiro de Software Livre:

E aqui, algumas fotos da palestra:

Espero que todos tenham gostado!…

Encontro Mineiro de Software Livre

Pessoal, um aviso rápido: Vou ministrar a palestra “Desenvolvendo software para dispositivos móveis com Android” no EMSL 2009.

Para maiores informações, visite o site do evento: http://emsl.softwarelivre.org/

Depois da palestra devo colocar o material apresentado aqui.

Prestigiem o evento!…

Os 25 mais perigosos erros de programação

Recentemente o SANS Institute divulgou um artigo interessantíssimo listando os 25 erros mais perigosos – e comuns! – cometidos por desenvolvedores de software. São erros críticos, que podem comprometer todo um sistema e expor este a ataques de pessoas mal-intencionadas ou mesmo de usuários curiosos 🙂

Sem delongas, segue a lista dos erros.

1) Má (ou inexistente) validação de dados do usuário

Um dos “mandamentos” de todo programador: “Nunca confie nos dados do usuário!“. Sempre, sempre faça validação. Como fazer isso irá variar conforme a sua aplicação. Por exemplo, se o seu sistema perguntar a idade do usuário, confira se o valor digitado é um inteiro.

2) Uso de encoding errado no output. (ou falta de “escape characteres”)

Encoding – ou codificação – é a nossa segunda fonte de erros.

Digamos que você tenha um componente A no seu sistema, que se comunica com o componente B através de comandos. Pois bem, digamos que um dos comandos seja …

Próximas versões da biblioteca QT serão LGPL

A biblioteca qt, muito usada para criar aplicações gráficas em C++ (e até Java, python, etc…) irá mudar da licença GPL para a LGPL (Lesser General Public License).

A principal diferença entre as duas é que a LGPL permite que a biblioteca seja utilizada por um software que não seja GPL – bibliotecas GPL obrigam o software “hospedeiro” a ser distribuído também como GPL.

Esta mudança implicará no maior número de usuários de QT, já que muitos desenvolvedores/empresas ainda relutam bastante em distribuir seus produtos sob a GPL.

Apoio completamente a decisão do pessoal do amado qt 🙂…

Microsoft Dreamspark chega ao Brasil

Enfim, a Microsoft disponibilizou aos estudantes de computação do Brasil o seu programa “Microsoft DreamSpark”. O que é isso? é um programa que oferece gratuitamente a possibilidade de uso de algumas plataformas de desenvolvimento Microsoft, tais como o Visual Studio 2008 Professional, Visual Studio 2005 Professional, SQL Server 2008 Developer, Windows Server 2008 Standard, Windows Server 2003 e treinamentos online oficiais da Microsoft.

Obviamente não é nenhum ato de extrema benevolência – mas uma estratégia de marketing agressivo para aumentar os usuários destes produtos. Usuários estes que um dia irão se formar e, se quiserem continuar utilizando as ferramentas, terão que colocar a mão no bolso.

Ouço por aí muita comparação desse programa com a estratégia daqueles traficantes de drogas que, esperando viciar o cliente, dão as primeiras doses de graça. A comparação é meio pesada, mas cabível.

É claro que também existe o lado bom do programa, que é dar oportunidade a alunos que geralmente não têm condições financeiras …