Chrome – o browser do Google

O Google anunciou nesta terça feira seu novo projeto, pra lá de ambicioso, que é o Google Chrome, um browser – ou, como eles preferem chamar, uma “plataforma de aplicativos web” – gratuito, e com o código aberto.

O anúncio surpreendeu a muitos, menos a este que vos escreve. No anúncio da toolbar do firefox, eu já imaginava um browser feito pela empresa.
Com este projeto, o google, que já domina o conteúdo e propaganda da web, tenta colocar seu pé em mais um nicho da web.
E ao que tudo indica, será mais uma revolução googleana. A começar pelo anúncio, feito em formato de “quadrinhos” – muito bons, por sinal.

O que mais me chamou a atenção foi o conceito de tabs definidas como processos separados. Isso traz enormes vantagens, entre elas um gerenciamento mais inteligente de memória e um browser mais estável, já que, se uma das tabs travar basta fechá-las – não colocando em risco o funcionamento do browser como um todo. É uma daquelas idéias geniais pela simplicidade e pela quantidade de problemas que resolve. Como ninguém pensou nisso antes? 🙂

Enfim, o browser tem tudo para ser um sucesso. A única questão é qual público alvo ele irá ganhar. Os usuários do Firefox ou do IE?
Acredito na primeira opção, que têm um perfil acostumado a novas opções. Os usuários do IE costumam ser um pouco mais “acomodados” com o ambiente que usam, e certamente ganhá-los será um desafio grande para o Chrome. Mas, cá entre nós, alguém duvida que ele consiga? eu não.

1 resposta to “Chrome – o browser do Google”

  1. […] um post anterior eu falei – muito bem por sinal – do Chrome, o browser do Google. Tudo muito bonito até ver o EULA […]

Deixe um comentário